Home / Artigos / A REFORMA PROTESTANTE

A REFORMA PROTESTANTE

No dia 31 de outubro comemora-se o dia da Reforma Protestante. Martinho Lutero, Monge Agostiniano e professor de teologia, levantou-se contra diversos dogmas do catolicismo Romano, especialmente a doutrina de que o perdão de Deus poderia ser adquirido com o pagamento de indulgencias. Assim, ele afixou à porta da Catedral de Wittenberg, em 31 de outubro de 1517, as suas noventa e cinco teses, protestando contra a venda de indulgências.

A Reforma Protestante tem três fundamentos essenciais:


1) A centralidade das Escrituras Sagradas (Sola Scriptura). Segundo o Rev. Alderi de Souza Matos, somente a Escritura é a norma suprema para aquilo que os fiéis e a Igreja devem crer e praticar. E todas as convicções e práticas da igreja devem ser reavaliadas à luz da revelação especial: As Escrituras Sagradas;

2) A justificação pela fé (Sola Fides). Para o Rev. Alderide Souza
Matos,Tendo em vista a obra expiatória realizada por Jesus Cristo na cruz, Deus justifica o pecador que crê, isto é, declara-o justo e aceita-o como justo, possuidor não de uma justiça própria, mas da justiça de Cristo;

3) O Sacerdócio universal de todos os crentes. Segundo o Rev. Antonio José, os reformadores afirmaram que todo cristão é ministro de Deus e cada pessoa é um sacerdote, significando que todos os cristãos são sacerdotes uns dos outros. Assim, no convívio dos crentes, cada pessoa faz parte da comunhão dos perdoados e dos perdoares. Todo o crente ordenado ou não, deriva o seu ministério sacerdotal, unicamente do sacerdócio santo e eterno de Jesus Cristo.

Precisamos voltar aos princípios da Reforma Protestante, sendo importante resgata: Igreja Reformada, sempre se reformando.
Rev. Luiz Carlos Correa.

Sobre Rev Luiz Carlos

Veja Também!

resized_SAM_5686

PASSEIO DA IPB CABO FRIO NA PRAIA DO FORNO – ARRAIAL DO CABO

Fotos na praia do forno em Arraial do Cabo - RJ.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *